Novo Halloween não terá regravação do final do clássico de 78

O novo Halloween será uma sequência direta do clássico de 78, ignorando todas as sequências feitas posteriormente. E durante um evento de imprensa em Los Angeles, o diretor David Gordon Green falou para o site Bloody Disgusting que a ideia era começar a história no clímax do filme de John Carpenter, no confronto de Laurie e do Dr. Sam Loomis com o assassino Michael Myers, só que de uma perspectiva diferente.

A ideia dessa cena era situar aqueles que não viram Halloween já tem um tempo, ou até mesmo aqueles que nunca viram o filme, mostrando onde a história estava indo. Usando uma dublê de corpo e um pouco da magia do cinema, eles colocariam Jamie Lee Curtis no papel de Laurie Strode.

O Dr. Loomis não estará no filme, já que o ator Donald Pleasance faleceu aos 90 anos, mas um dublê também seria usado para representar o psiquiatra.

Outra possibilidade discutida foi o uso de CGI para criar uma versão digital de Loomis, de forma semelhante ao que foi feito com Peter Cushing em Rogue One.

“Nós cogitamos usar imagens do filme original e alterar digitalmente para ter outros elementos interessantes,” disse Green.

No fim, começaram a surgir os problemas de orçamento para filmar a cena, deixando a produção com poucas opções. Foi John Carpenter que convenceu Green a deixar de lado o prólogo com flashback. Segundo Green, ele disse “apenas confie neles e deixe perceberem por conta própria.”

Certamente Carpenter sabe bem o status que o seu filme tem no terror e acredita que o público vai entender o andamento dos eventos.

O novo Halloween irá estrear nos cinemas no dia 19 de outubro. Ele será dirigido por David Gordon Green, com roteiro de Danny McBride e Jeff Fradley. O filme será estrelado por Jamie Lee Curtis, Judy Greer e Andi Matichak, com Nick Castle e James Jude Courtney compartilhando o papel do assassino mascarado Michael Myers. A produção executiva e a trilha sonora ficarão a cargo de John Carpenter.

Veja também  Ator Al Matthews falece aos 75 anos