Twin Peaks – Uma pequena cidade com grandes segredos

Uma cidadezinha aparentemente tranquila e pacata abalada por um assassinato brutal. É assim que conhecemos Twink Peaks, local onde se passa a série de mesmo nome criada por Mark Frost e David Lynch. Twin Peaks estreou na emissora ABC em abril de 1990, e desde então se tornou uma das séries mais influentes de todos os tempos.

Entender o sucesso de Twin Peaks não é difícil, afinal a série tem uma trama envolvente e personagens com peculiaridades que vão dando ainda mais vida a esse mundo criado por Lynch e Frost. Por isso hoje vamos relembrar um pouco da série e conhecer mais sobre ela e o seu universo.

Os mistérios de Twin Peaks

Twin Peaks vem de um tempo em que as séries ainda não tinham tanta força quanto nos dias atuais. Com o conceito inicial em mãos, a ABC pensou que as pessoas não iriam se interessar por uma história tão confusa e sombria como aquela. Mas levando em consideração a experiência das mentes criadoras da série, a emissora fez a aposta e surgiu então uma série que marcou uma geração.

Na época David Lynch estava em ascensão no cinema e já havia sido indicado ao Oscar de melhor diretor pelo filme O Homem Elefante e feito um bom barulho com Veludo Azul. Já Mark Frost contribui para a história com a sua grande expertise em histórias e roteiros.

Quem matou Laura Palmer?

A série se passa na pequena cidade de Twin Peaks, um local que é assolado pelo assassinato brutal da jovem Laura Palmer, uma estudante bonita e popular, muito querida por todos os seus conhecidos.

Diante das circunstâncias misteriosas da morte de Laura, o Agente Dale Cooper é enviado até o local para investigar o ocorrido. E curiosamente a morte dela tem semelhanças com um outro caso com o qual o agente teve contato: o assassinato de Teresa Banks.

Quando chega em Twin Peaks, Cooper fica claramente encantado com a calmaria do local. Ele enxerga naquelas pessoas uma pureza que não via há tempos e acredita que todos ali se importam uns com os outros, mas no decorrer da história vamos descobrindo que alguns moradores de Twin Peaks não são tão amáveis quanto parecem e que todos eles têm seus segredos. Entretanto, os problemas em Twin Peaks não envolvem apenas o nosso plano, eles ocorrem diante de coisas muito maiores.

Cada vez mais envolvido com a cidade e os seus moradores, Cooper vai descobrindo os fatos junto com o xerife Harry S. Truman e os outros integrantes da polícia. A história segue não só com mistério, mas também com pitadas fortíssimas de romance e comédia, além do plano de fundo que é claramente baseado no terror.

O piloto de Twin Peaks foi exibido na ABC Network no dia 8 de abril de 1990 e a primeira temporada seguiu com mais sete episódios. Nesse momento, a série se tornou um sucesso em todo o mundo e serviu de inspiração para diversas outras obras da cultura pop como músicas, quadrinhos, jogos e filmes. Entretanto, problemas com constantes mudanças no cronograma fizeram com que a série tivesse uma queda na audiência que fez com que a ABC começasse a pressionar a produção para revelar quem era o assassino de Laura.

Veja também  O Mandaloriano | Segunda Temporada já está em produção

A revelação foi feita no início da segunda temporada e partir daí a história ficou sem um rumo por um tempo antes de engatar novamente. O segundo antagonista da história teve uma morte rápida e repentina para dar lugar a Window Earle, um ex-parceiro de Cooper que era extremamente perigoso e estava em Twin Peaks supostamente para se vingar dele.

Não podemos falar de Twin Peaks sem citar a belíssima trilha sonora de Angelo Badalamenti

As mudanças repentinas na história acabaram afetando outras sub-tramas que também tiveram mudanças no ritmo e acabaram prejudicando a história da série que já estava tendo problemas sérios de audiência. No episódio 15 ela entrou em um hiato que a levaria ao cancelamento e foi salva por um grupo de fãs denominado COOP (Citizens Opposed to the Offing of Peaks) que enviou várias cartas para a ABC pedindo pelo retorno da série.

A campanha foi bem-sucedida e a ABC exibiu os seis últimos episódios que encerrariam a temporada. No episódio 22, exibido em 10 de junho de 1991, a segunda temporada Twin Peaks era encerrada com uma grande abertura para continuações.

Na época não houve uma terceira temporada. Segundo Lynch, o que matou a “galinha dos ovos de ouro” foi justamente ter revelado o segredo da morte de Laura, algo que os criadores da série nunca tiveram a intenção de revelar.

Twin Peaks: Os Últimos Dias de Laura Palmer

Twin Peaks: Fire Walk with Me

Em 1992 foi lançado o filme Twin Peaks: Fire Walk with Me, que no Brasil recebeu o título Twin Peaks: Os Últimos Dias de Laura Palmer. Ele é uma prequel da série que começa na investigação da morte de Teresa Banks e depois acompanha os últimos dias de vida de Laura Palmer.

O filme é focado em eventos do passado, que em sua maior parte são compostos por fatos que são contados em diálogos na série. Mas nele descobrimos a ligação entre a morte de Laura Palmer e Teresa Banks, além de algumas pontas soltas deixadas pela série.

Na época do seu lançamento, Fire Walk with Me teve uma recepção ruim, em parte por ter saído um ano após o cancelamento da série (o que dispersou o interesse do público) e também por ter uma história que é compreendida apenas por aqueles que assistiram a série.

Twin Peaks – O Mistério

Mas o filme de Twin Peaks teria muito mais do que foi contado nas suas 2 horas e 15 minutos. Foram gravadas cinco horas de cenas e muito foi cortado por motivos bem óbvios.

Veja também  Análise - Power Rangers: Legacy Wars

Em 2014 foi lançado o blu-ray Twin Peaks: The Entire Mystery que continha a série completa, o filme Fire Walk with Me e uma compilação de cenas deletadas chamada Twin Peaks: The Missing Pieces que se chama Twin Peaks – O Mistério no Brasil. Essas cenas expandem a história do filme e contam com a presença de personagens que foram cortados do longa como Nadine, Jocelyn Packard, Pete Martell, Lucy Moran, entre outros.

Vejo você daqui a 25 anos

Twin Peaks 2017

Quem assistiu o final da segunda temporada certamente se lembra de Laura Palmer dizendo “Vejo você daqui a 25 anos.” Pois é, em 2017, 25 anos depois do encerramento da série original, Twin Peaks retornou em uma nova temporada, dessa vez pelo Showtime.

O revival possui 18 episódios e também se passa 25 anos após os eventos do fim da segunda temporada. Nela temos o Agente Dale Cooper retornando em uma “história emocional” que conta a sua odisseia de volta a Twin Peaks. E claro que assim como personagens novos, nela também encontramos velhos conhecidos, e o melhor de tudo, com os seus atores originais.

Ainda não há planos de uma nova temporada de Twin Peaks, mas ainda há muitos materiais para os fãs curtirem como livros que contam histórias dos bastidores e complementam o imaginário da série. e até mesmo um jogo em realidade virtual que será lançado em 2019.

Twin Peaks no Brasil

É claro que o Brasil não ficou de fora do fenômeno Twin Peaks. Por aqui a série foi exibida pela primeira vez na Globo a partir de abril de 1991. Ela era exibida nos domingos após o programa Fantástico em um horário bastante desfavorável. Além disso, para caber na grade, era preciso fazer cortes nos episódios que acabavam dificultando no entendimento, afinal estamos falando das obras de David Lynch e nelas pequenos detalhes podem fazer uma grande diferença.

Devido a esses problemas, a audiência foi bem baixa e logo Twin Peaks foi retirada do ar. Ela só foi voltar em 1993 na Rede Record que exibiu a série sem cortes até 1994 e depois a reprisou em 1995. Ela também foi reprisada no Canal Viva em 2013.

Já o Revival de Twin Peaks você pode conferir na Netflix.

Twin Peaks é uma série muito indicada para quem gosta de histórias de mistério e também do estilo de David Lynch. Se você ainda não viu e vai começar a assistir, recomendamos a ordem cronológica: primeiro a série original, depois o filme e por último o revival.

E fiquem ligados aqui no Central Pandora para muito mais sobre universos fantásticos! Não deixe de conferir também o nosso canal no Youtube. Até a próxima!